Homicide

homicide_pic_2016

No findado ano de 2006 Marlon Joy e William Longen formaram o Homicide. Na época, influenciados por bandas como: Disrupt, Agathocles, Napalm Death, Ratos de Porão, Nailbomb, Sepultura, Slayer. A sonoridade neste período soava para um thrashcore, sendo que alguns amigos passaram pela banda até ser definido uma formação, este período foi de boas experiências e aprendizados. No ano seguinte, 2007, Diego Valgas assumiu as guitarras, a sonoridade finalmente se moldou, e naturalmente o som evoluiu de uma pegada thrashcore para o Grindcore. Neste mesmo ano a banda teve seus primeiros registros gravados em estúdio, a demo intitulada “Total Decay”, que contava com nove faixas e teve divulgação independente. Participou também de uma Split tape lançada pelo selo Aggressive Valley chamada “Naked Grinding Fear”, que contava com as bandas Violent Gorge (Canadá), Pureza Genocida (Brasil) e SMG (Malásia).

Entre 2008 e 2009 rolaram muitas gigs ao lado de bandas nacionais e gringas, além de participações em diversas coletâneas virtuais. Provando uma ótima aceitação da sonoridade que a banda estava atingindo. Isso trouxe mais experiência, amigos e parceiros, ampliando a divulgação no cenário grindcore.

Em meados de 2009 passou por um período de inatividade que durou cerca de dois anos, retomando as atividades somente no fim do ano de 2011. No retorno ocorreu a gravação do full length “O que o cerca está morto”, álbum com dezoito faixas de grindcore caótico, lançado em 2012 com o apoio de diversos selos de várias partes do Brasil (Dëtësto Records, Carnificina Records, Cianeto Records, Terceiro Mundo Chaos Discos e Moriguti Records.). Este lançamento teve uma ótima aceitação e excelente repercussão nacional e internacional. Seguiu-se com uma sequência de shows por alguns estados do Brasil ampliando a divulgação do disco. Foi lançado também um videoclipe da faixa “É tudo sobre a informação”, gravado e editado com o apoio de Calone Hoffmann.

Entre 2013 e 2014 participou de importantes lançamentos nacionais e internacionais. O LP “A roar of indignation” (Imminent Destruction Records) foi uma coletânea lançada na Inglaterra, com bandas de 12 países diferentes. O tributo à lendária banda de Crust Disrupt: “A tribute to Disrupt – Undead” foi outro lançamento sensacional que contou com a participação de bandas de várias partes do mundo. Participou ainda do “Siege of grind – A Brazilian tribute to Napalm Death”, ao lado de excelentes bandas nacionais.

O período que seguiu foi de shows e também criação de novas composições. Assim nascia o EP “Destrutivo” (Terceiro Mundo Chaos e Dëtësto Records), lançado em 2014. O EP foi gravado, mixado e masterizado de forma totalmente independente pela própria banda em seu Home Estúdio. Processo este que durou de novembro de 2013 a fevereiro de 2014. O clipe de “Arma Biológica” foi novamente produzido e editado por Calone Hoffmann. Em 2015 gravou seu terceiro videoclipe, da música “Escolha Errada”, faixa também presente no EP “Destrutivo”, produzido e dirigido por Marcelo Mancha.

Já com novas composições para 2015 e com a parceria dos amigos do Desalmado (Grindcore/SP) nasce a ideia de um Split CD que envolvesse as duas bandas, que por sinal vivem sua melhor fase. “In grind we crust” como será chamado é um lançamento via Black Hole Productions e tem seu lançamento agendado para o abril de 2016, onde a promessa para este release é trazer tudo que há de mais brutal no Grindcore.

Formação atual:

William Longen – Vocal

Diego Valgas – Guitarra/Vocal

Aracno Aranha – Baixo

Marlon Joy – Bateria

Materiais pela Black Hole Production: Split CD com Desalmado – In Grind We Trust (BHP 033) 2016

Young folk in Britain purchase more drugs per person than any other country. The variety of drugs marketed by online drugstores is definitely a contributing factor to prescription drug abuse epidemic. This is an easy way to order remedies. There isn’t anything you can’t purchase online anymore. You can buy medication to treat chronic treatment of the symptoms of osteoarthritis or trigeminal neuralgia. What do you think Cialis is? What about is there a generic viagra and sexual health? What is the most momentous information you should know about buy generic viagra? Erectile dysfunction is perhaps men’s most common sexual disorder. Because some of symptoms are medical emergencies, it’s substantial to know what to do if they happen. A scientific research found that more than 14 percent of men taking Wellbutrin reported sexual soundness problems. So if you are experiencing sexual problems, it is substantial to see a able physician forthwith for a complete natural testing. First of all, only your sex therapist can determine if Cialis or other cure is right for you. You should be so conservative while buying medications like Cialis.